quinta-feira, 10 de julho de 2008

Abono pré-natal visa incentivar nascimentos... e muito possivelmente os divórcios e os não casamentos!

Estou a tentar interiorizar a ideia se ser pai.

Como bom português que sou tento saber quais são os subsídios a que tenho direito.

Fiquei a saber que as grávidas de três meses passam a ter direito a um abono de família pré-natal se o seu rendimento familiar não ultrapassar os 1989 euros.

Hummm....

Isto agrada-me...

Vamos averiguar mais um pouco!

Os rendimentos de referência foram definidos em cinco escalões:
1.º esc.: até 198,93 euros
2.º esc.: de 198,93 a 397,86 euros
3.º esc.: de 397,86 a 596,79 euros
4.º esc.: de 596,79 a 994,65 euros
5.º esc.: de 994,65 a 1989,3 euros
A partir dos 1989,3 euros de rendimento de referência não há lugar a qualquer apoio ou reforço de abono.

Parece-me bem...

Apenas acho estranho como se pode viver com rendimentos que estão no 1º e 2º Escalão, já para não dizer como o 3º.

E também acho bem que considerem ricos agregados que ganhem cerca de 400 contos mês. Estes tipos devem ser riquíssimos...

Mas vamos lá ver quanto é que eles dão:

1.º escalão: 130,62 euros
2.º escalão: 108,85 euros
3.º escalão: 87,08 euros
4.º escalão: 53,79 euros
5.º escalão: 32,28 euros

Hummmm....

Mas espera... eu não sou casado... e se eu... não, não vou fazer isso...

Mas porquê?

O que acontece se uma mãe solteira, sim porque a mãe do meu filho é solteira, for à segurança social pedir o subsídio. O que será que acontece?

Parece-me uma boa ideia. Podemos sempre alegar que ela está cá a dormir em casa e que numa noite de loucura... Aconteceu!!!

Haverá alguma ilegalidade nisto?

Cá para mim ainda recebo uma ordem do tribunal para ter de pagar uma pensão qualquer para que a mamã posso dar de comer ao menino(a), mas como é óbvio, com benefícios fiscais...


Pessoais que já passou por isto, por favor expliquem-me o que devo fazer...


Para terminar...

Sabiam que na Noruega, cada família recebe, independentemente do ordenado 180 euros por mes até que o jovem faça 18 anos?
Um total de 38880 euros...

Nós, e com sorte, vamos receber 190 euros, que deve dar para pagar uma ecografia no privado, uma vez que no público deveremos conseguir marcação lá para Janeiro, mas nessa altura serei eu a tiras as fotos ao puto (ou menina da mesma idade).

Ai Portugal, Portugal...

Ou como dizem os Xutos... Aiiiiiiiiiiiiiiii A P*** da minha vida!!!!!!

5 comentários:

Anónimo disse...

A mãe sugere-te que investigues um pouco mais e procures saber como era em 1975/1976no que respeita a abonos pré-qualquer-coisa ou mesmo a faltas por maternidade... já para não falar das da paternidade. Não esqueçam que só passaram 32 anos

Assinatura
Avó paterna desse jovenzinho
bem-vindo

Giso disse...

Tens que ver se contempla a uniao de facto ou nao e se voces ja' a requereram, por exemplo para impostos.
Acho que devem tentar conseguir o maximo dentro da lei.
Para compensar as duas licensas de maternidade a que eu nao tive direito como bolseira.

Vampira disse...

Ai que cenário desolador!
Além das dores do parto, temos que aguentar as poucas ajudas.
OMFG!!
De qualquer espero que tudo corra pelo melhor!
Bem hajam!
Beijocas

AgLima disse...

Olá, babados,

Obrigado, António (Toni) por partilhar comigo da novidade. Parabéns, à si e a mamã.
Desejo-vos menos "enjoos" e muitas fraldas para lavar. Vá praticando, pois não imagina o que o espera!... Aí, sim, vai saber o que são enjoos! Ah, existem as descartáveis?... Claro! Já imaginava que ia dizer isso. rsrsrsrs
De abonos não entendo muito, mas com ou sem - não estou a falar de ginginhas - ele (ou ela?... Acho que é ele) será bemvindo.
Cumprimentos aos três.
Prometo visitar o blog, com frequência.

AgLima

Anónimo disse...

É nestas alturas que pensas: devia ter feito um seguro de saúde!